Bem-vindos a KELLER H2O


Soluções de baixo custo e de longa duração para aplicações relacionadas a água, fornecendo ao nossos clientes um know-how com competência especializada.

Alerta confiável de inundação repentina

Monitoramento de nível de água em barragens

Afastando riscos de inundações

Monitoramento das águas territoriais

Sistema KELLER de alerta confiável para inundação repentina

Em 2013 foi relatado pelo NWS (Serviço Meteorológico Nacional) dos Estados Unidos, 82 mortes em mais de 21 estados relacionados à inundação repentina de rios. Destas 82 mortes, 45% ocorreram com veículos, provavelmente tentando atravessar estradas inundadas.

Condições climáticas perigosas

Em 2013 foi relatado pelo NWS (Serviço Meteorológico Nacional) dos Estados Unidos, 82 mortes em mais de 21 estados relacionados à inundação repentina de rios.Destas 82 mortes, 45% ocorreram com veículos, provavelmente tentando atravessar estradas inundadas. Um desses casos ocorreu num município do sul da Califórnia, um veículo foi varrido pelas águas, resultando na morte do motorista.O incidente ocorreu em uma ponte, que é freqüentemente inundada durante períodos de chuvas fortes e que surpreende motoristas desavisados. Um processo judicial que custou ao município cerca de USD 500.000 para a regularização do acidente.

Soluções manuais ineficientes

No momento do acidente, operários foram encarregados de se dirigir ao local para monitorar visualmente as condições de inundação da estrada. Quando a inundação parecia iminente, eles erguiam barricadas para bloquear a estrada. No entanto, como os casos de inundações e chuvas, geralmente ocorrem durante a noite ou em horários que os operários não estão disponíveis, esse método mostrou-se pouco confiável. Condições imprevisíveis tornaram difícil garantir que os procedimentos operacionais fossem rigorosamente seguidos. O departamento responsável pela manutenção de estradas, reconheceu que uma outra solução devia ser implementada para alertá-los de forma confiável sobre inundações iminentes.


Alerta de inundação com o GSM

Após muitas pesquisas online, o departamento encontrou como possível solução a unidade de transmissão de dados remota da KELLER GSM i . Essa unidade GSM opera transmitindo dados de nível de água ou pressão sobre redes celulares GSM. Os dados de nível podem ser coletados através de uma variedade de instrumentos, que fornecem saídas analógicas padrão (4-20mA, 0-5 VDC, 0-10VDC, etc.) ou digitais RS485 i / SDI12 i . A principal vantagem deste sistema é a capacidade de enviar alertas remotos para os operários de manutenção, informando-os de inundações repentinas de estradas, independente do horário que ocorrer.

Depois de consultar a KELLER America, foram instalados em lugares propensos a inundação, um sistema que incluia o transmissor de nível submersível e a unidade GSM. A KELLER America forneceu todo o suporte técnico para a instalação e programação do sistema, assim os operários responsáveis receberiam um alerta por SMS quando houvesse um aumento de água. Depois disso, foram trocadas as barricadas colocadas temporariamente por comportas permanentes, que se fecham quando ocorrem inundações instantâneas.

A KELLER pode oferecer ao NWS uma solução abrangente, combinando um sensor de nível preciso, uma unidade de transmissão remota e um software personalizado. Um sistema que reconhece os sinais de inundações instantâneas e relata-os imediatamente. O ponto decisivo para o Serviço Meteorológico Nacional foi que o produto estava prontamente disponível e enviava uma mensagem simples, rápida e altamente confiável via SMS.

Monitoramento de nível de água em barragens

O monitoramento do nível de água em barragens é uma coisa simples. Os principais requisitos são a confiabilidade (proteção contra raios) e a precisão muito alta. As sondas de nível 36 XW podem satisfazer esses requisitos e fornecer valor agregado através da comunicação em MODBUS i .

Na Polônia, centenas de sondas de nível KELLER PAA-36 XW foram instaladas em inúmeras barragens de água. Geralmente, capillares com sensores de pressão relativa não são aceitáveis, devido a problemas de umidade. Devido ao protocolo de comunicação RS485 i MODBUS, todos os sensores de pressão absolutos da Série PAA-36 XW podem se comunicar facilmente com sensores barométricos que também estão ligados pelo MODBUS. A proteção contra raios adicional, fez as sondas de nível se tornarem "imortais" - desde 2009 não houve uma única falha como ocorreu freqüentemente no passado. Além de proteção contra umidade, os sensores absolutos possuem uma estabilidade extraordinária a longo prazo e uma precisão total de 0,05 ... 0,1% em condições reais.

Comportas do projeto MOSE mantém Veneza acima da água

Com os seus 175 canais e numerosas vias navegáveis, Veneza está correndo o risco de afundar. O agravamento das mudanças climáticas e o aquecimento global aumentam o nível do mar, confrontando a cidade com marés altas e inundações. Veneza também tem naufragado há alguns anos, devido o bombeamento das águas subterrâneas para debaixo de sua lagoa. Mesmo identificando a causa do problema, foi possível somente retardá-lo ao invés de pará-lo por completo. Um sistema de comportas conhecido como MOSE, foi implantado para ajudar a resolver a situação.

Afetada por marés altas e inundações

Construída em uma lagoa, Veneza tornou-se parte do Patrimônio da Humanidade, declarado pela UNESCO em 1987. Espalhada por 118 ilhas, seus distritos históricos construídos principalmente sobre pântanos, estão ligados por uma rede de vias navegáveis, sendo o Grande Canal, a mais importante destas vias.

O Grande Canal e a Ponte de RialtoO Grande Canal e a Ponte de Rialto

 

As marés altas e as inundações são os inimigos constantes da cidade. Devido a mudança climática crescente, não há esperança de melhora. Cada vez mais a cidade vem lutando contra o afundamento do solo, pois seu subsolo arenoso cai alguns milímetros todos os anos. A cem anos atrás ele estava cerca de 25 centímetros de distância da água. Quando suas empresas industriais se mudaram para os arredores da cidade na década de 1960, houve uma grande necessidade de água doce, então a água subterrânea foi simplesmente bombeada para fora da lagoa. Um problema que contribuiu no afundamento da cidade. Embora este problema tenha sido identificado na década de 1960, restringir o volume de água que está sendo bombeada, não interrompe completamente o processo de afundamento.

Os residentes são alertados quando o nível do mar aumenta muito, assim eles se preparem para a iminente "acqua alta" (água alta). No entanto, sacos de areia, passarelas de madeira e bombas de água, não resolvem o problema definitivamente. O aumento do nível de água em Veneza acontece no outono e no inverno, e se duplicou nos últimos 40 anos.

 

Efeito estufa e aumento do nível do mar

O efeito estufa produzido pelo homem faz com que a atmosfera aqueça, provocando o derretimento das geleiras e trazendo outras consequências. Na Groenlândia, por exemplo, os cientistas observaram perdas significativas na plataforma de gelo e calcularam que mais gelo se derrete no verão do que se forma no inverno. O aumento do nível do mar resultante disso, ameaça os países de baixa altitude.

 

Aumento  do nível do mar

Aumento do nível do mar

 

Sistema de comportas para controlar as águas do mar Adriático

Um sistema de comportas foi planejado para manter o mar adriático longe da cidade. Em 2001, o governo italiano votou para instigar o projeto de prevenção de inundações MOSE ("Modulo Sperimentale Elettromeccanico", "Módulo Experimental Eletromecânico"), que usa portões de aço para conter as marés altas nas três entradas da Lagoa Veneziana. Protegidos por pilares de concreto, os portões têm 20 metros de largura, 5 metros de espessura e 30 metros de altura. Quando há perigo de maré alta, ar é bombeado para os portões, que se elevam formando uma barreira protetora nas aberturas da lagoa para o mar Adriático. Quando a água está num nível normal, os portões ficam submersos no fundo dos canais. Este projeto prevê o uso de 79 destes portões de aço, cobrindo um total de 1,5 quilômetros de comprimento.

Pilar de concreto / caixas Pilar de concreto/caixas

 

Sistema de comportas MOSESistema de comportas MOSE

 

Transmissores KELLER nos pilares de concreto

Foram construídos pelo cliente perfilômetros digitais (bus), que funcionam com os transmissores KELLER, Série 33X e 35X de alta precisão, com proteção IP68. Os perfilômetros foram instalados nos pilares de concreto e monitoram a estrutura das caixas.

Essa solução é de extrema precisão - Até um centésimo de milímetro ao longo de vários quilômetros. Um grande avanço na qualidade em comparação com as tecnologias usadas atualmente em aplicações similares.

Monitoramento do nível de água

O Serviço federal de monitoramento hidrometeorológico e ambiental da Rússia, "Roshydromet", recorre cada vez mais a sistemas de monitoramento do nível de água, para controlar o nível e a temperatura das águas superficiais de rios e lagos.

Há algum tempo atrás, seis repartições do Serviço federal iniciaram a instalação de um sistema hidrológico autônomo e automático, fabricado pela KELLER AG für Druckmesstechnik. O sistema de monitoramento fornece medições altamente precisas e claras, fundamental para estes órgãos estatais Russos terem a segurança e proteção dos seus dados.

 

Monitoramento de águas de superfície congeladas

O sistema de monitoramento de nível de água é composto pelo transmissor de nível hidrostático 36 XW para medir a pressão e a temperatura, pela unidade de transmissão remota GSM i -2 para a coleta e transmissão de dados automáticos. Os módulos GSM-2 também estão equipados para medir baixa pressão.

A caixa GSM funciona continuamente de forma autônoma, transmitindo medições estáveis durante vários anos, sujeita a condições climáticas extremas, tais como baixas temperaturas de até -40 °C. As repartições do norte do Roshydromet utilizam sistemas KELLER no Golfo da Finlândia e no mar de Barents. O Golfo da Finlândia é uma baía alongada no mar Báltico, no sul da Finlândia. O mar de Barents localiza-se ao norte do país e deságua no oceano Ártico, onde as temperaturas podem chegar a -35 ° C.

O sistema hidrostático usa sensores de nível na água para monitorar o estado do gelo. Por motivos de segurança, todos os sistemas de monitorização por GSM-2 estão equipados com câmaras fotográficas e de vídeo para estarem protegidos contra furto e atos de vandalismo. As caixas GSM, por norma, são instaladas nas proximidades do sistema de monitoramento de água, em caixas resistentes, preparadas para fins hidrológicos.

Northern DivisionRepartições do Roshydromet localizadas mais a norte

 

Medição frequente a longo prazo

Os sistemas hidrostáticos coletam por vários anos, dados de medição com precisão em intervalos de uma hora. Os dados são transmitidos a cada 12 horas ao Roshydromet via GSM/GPRS.

Os dados de medição são deletados apenas a cada 5 ou 7 anos, quando a bateria de lítio também precisa ser trocada. Nenhum trabalho de manutenção adicional é necessário durante todo este período.

 

Várias instalações

Em 2016, a repartição norte do Roshydromet, instalou 22 sistemas hidrostáticos equipados com registro de segurança na região de Arcangel.

 

Em outubro de 2017, a repartição do Serviço federal da Rússia localizada na Sibéria forneceu 12 módulos GSM-2 equipados com transmissores de nível. Nessa região a temperatura do ar chega a atingir -38 °C, representando um grande desafio. Além das câmaras de vigilância, as instalações são montadas em caixas de metal e cercadas também por cercas de metal, para evitar qualquer tipo de vandalismo (imagem). O gravador de vídeo está ligado ao módulo GSM-2. Caso alguém se encontre dentro da área cercada, o módulo transmitirá imediatamente uma mensagem à essa repartição..

Siberian-DivisionRepartição do Serviço federal da Rússia localizada na Sibéria

 

Em novembro de 2017, o Roshydromet instalou 4 sistemas hidrostáticos na região central da Terra Negra, (Chernozem). Nesta região, a temperatura do ar atinge no máximo -25 °C. Para construir esta estação de medição hidrológica, apostou-se em instalações com colunas de tubos de aço dispostas na vertical, que necessitam de módulos GSM de tamanho reduzido. No interior das colunas, encontram-se módulos com diâmetro de apenas 57 mm (2 polegadas). O benefício desta instalação é que a estação de medição permanece oculta e protegida contra inundações. Os módulos monitoram os níveis de gelo nos rios e são equipados com uma câmera automática para fins de segurança.

Chernozem RegionRegião central da Terra Negra do Roshydromet

 

No local de testes do Roshydromet, na região de Novgorod, encontram-se mais dois sistemas que além das instalações mencionadas acimas estão conectados a um coletor de águas pluviais.

Rain CatcherDepósito de águas pluviais no local de testes do Roshydromet, na região de Novgorod

Volta ao topo